9 fatos que provam que até mesmo a rainha Elizabeth tem hábitos bizarros

A rainha Elizabeth II provavelmente é uma das figuras públicas mais reservadas do mundo. Ela já está no trono há 66 anos e se tornou um dos rostos mais reconhecidos do planeta – mas raramente fala de si mesma e nunca concede entrevistas a mídia. Muitas pessoas a conhecem apenas pelas fotos e sua deslumbrante coleção de chapéus.

No entanto, é claro que há muito mais sobre a soberana do pensamos existir. Confira a seguir 9 coisas fascinantes (e bizarras) que você pode não ter conhecido sobre Elizabeth II, a monarca que reinou por mais tempo do mundo:

9 – Ela nunca viaja sem sua própria bolsa de sangue

Entre as pessoas que sempre viajam com a rainha, está seu leal médico. Ele é responsável por saber a localização de todos os hospitais próximos nas cidades que visitam. Ela também precisa carregar uma bolsa médica volumosa contendo um desfibrilador móvel e medicamentos de emergência.

Além disso, o médico também tem sua própria bolsa pessoal de sangue da Rainha Elizabeth, que será usado para uma transfusão, caso necessário.

8 – Ela proíbe deixar as janelas abertas

Nem todas, no entanto: apenas algumas janelas no Palácio de Buckingham. A questão é que o edifício deve parecer perfeito pelo lado de fora. Para a rainha, deixar as janelas abertas acabam arruinando a vista perfeita do palácio. É por isso que as janelas ficam abertas apenas durante um determinado período do dia.

7 – Ela não gosta muito de cubos de gelo

Por mais bizarro que seja, a rainha Elizabeth II detesta o som que os cubos de gelo fazem dentro de copos. Ela prefere esferas de gelo pois acredita que o som seja muito mais “musical”, de modo que as coloca em suas bebidas.

6 – Bolsa multifunção

A bolsa da rainha certamente vai muito além do que uma simples bolsa – é seu meio de comunicação. Ela coloca um gancho debaixo das mesas para pendurar a bolsa. E isso é bastante importante, pois o local onde a bolsa é colocada é um sinal a seus servos. Por exemplo, se a bolsa estiver no chão, é um sinal de que a rainha quer sair.

5 – Barbas ou gravatas-borboleta? Não mesmo

Você acha barbas e gravatas-borboleta estilosas ou atraentes? Bem, a rainha Elizabeth II certamente não aprova – na verdade, ela fica irritada. É por isso que os homens de seu círculo íntimo vivem sempre bem barbeados. A única exceção é seu neto favorito, o príncipe Harry, embora ela já tenha tentado mudar isso (mas não conseguiu).

4 – Números para cada uma de suas vestimentas

Cada roupa da rainha tem seu número e um certo registro em um diário especial que diz onde e quando ela usou a roupa. Já que a rainha prefere cores brilhantes e um estilo clássico na maioria de suas vestimentas, elas podem facilmente ser misturadas. E para ela é imprópria aparecer com a mesma roupa que utilizou pela última vez.

3 – Ela evita sopas e batatas

Esses pratos são servidos no Palácio de Buckingham, mas quando a rainha janta sozinha, não há um ser que se atreva a trazer alguma dessas opções de alimentos.

2 – Framboesas: sua faca de dois gumes

Para rainha, framboesas são uma de suas frutas favoritas, no entanto ela nunca as come em público pois suas sementes podem ficar presas em seus dentes, o que para ela é inaceitável. Amoras também são proibidas em recepções oficiais, enquanto outros alimentos, como pepinos e tomates, têm suas sementes removidas com antecedência.

1 – Ela possui uma serva para estrear seus calçados

Uma serva com o mesmo tamanho de pé que a rainha estreia seus sapatos novos para ela. Embora Elizabeth II prefira usar calçados parecidos e das mesmas marcas por muitos anos, ela não aceita o desconforto que os sapatos novos costumam possuir. Justo, não é mesmo?

[Bright Side]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.