9 coisas irritantes que na verdade possuem uma explicação

Às vezes ficamos indignados por acontecimentos que certamente seriam melhores se não existissem, não é mesmo? Por que diabos certos sons nos irritam, cheiramos mal quando sob estresse ou às vezes ficamos com olhos vermelhos ao tirarem uma fotografia nossa? Bom, curiosamente, todos esses exemplos possuem explicações científicas. E, mesmo que você continue se irritando com elas, pelo menos você saberá o por que isso ocorre (e talvez se irrite menos, quem sabe).

Veja só 9 coisas irritantes que na verdade possuem uma explicação:

9 – Por que cheiramos mal quando sob estressado?

Quando estamos estressados, nossas glândulas apócrinas começam a trabalhar mais rapidamente e a liberar o suor. Esse suor contém mais nutrientes, proteínas e lipídios do que o suor produzido pelas glândulas écrinas que contêm apenas sal e água.

Esses nutrientes são uma refeição fantástica para as bactérias que vivem dentro e ao redor dos nossos poros. Como as bactérias quebram esses produtos químicos, eles liberam um odor ruim. Como resultado, quando estamos nervosos, sentimos um mal cheiro porque esse suor é mais “saboroso” para as bactérias.

8 – Por que é mais difícil acordar se você adiar o alarme por 5 minutos?

O problema é que, quando uma pessoa adormece novamente, um novo ciclo de sono começa. Leva cerca de 100 minutos para concluir o ciclo e, se ele durar menos de 100 minutos, a fase não será concluída. Portanto, a melhor maneira de começar o dia é levantar ao som do primeiro alarme.

7 – Por que as pessoas que mastigam em voz alta nos irritam tanto?

Essa síndrome tem um termo científico – misofonia. É uma reação agressiva a ruídos comuns como: mastigação, um leve estalar dos lábios ao falar, assobios e assim por diante. Cerca de 20% de todas as pessoas do mundo sofrem de misofonia. O cérebro reage desta maneira, já que várias partes dele recebem sinais de gatilho.

A misofonia é incurável, por isso é recomendado evitar esses ruídos o quanto possível.

6 – Por que nossa voz soa tão diferente e estranha quando é gravada?

Quando ouvimos a nossa voz enquanto falamos, ouvimos uma mistura de sons do ambiente circundante através do canal auditivo externo, do tímpano e do ouvido até a cóclea. Quando ouvimos uma gravação, ouvimos apenas os sons transmitidos pelo ar. A outra parte dos sons simplesmente desaparece, o que faz nossa voz soar bastante diferente para nós.

5 – Por que ficamos com os olhos vermelhos nas fotos?

Às vezes nossas pupilas não conseguem se contrair quando alguém tira uma foto nossa. O olho vermelho é essencialmente luz refletindo os vasos sanguíneos da retina.

A propósito, os olhos dos animais podem acabar saindo cinza, vermelho, verde e assim por diante. Seus olhos têm uma camada refletora que melhora a visão noturna, então a cor pode variar bastante.

Para evitar esse efeito, tente tirar fotos em lugares mais iluminados.

4 – Por que pedaços de casca de ovos caem na tigela quando você quebra um ovo?

Se você quebrar ovos incorretamente, a casca sempre ficará presa na clara e cairá na tigela. A solução para isso é o “jeitinho”:: antes de quebrar um ovo, encontre a parte mais larga da casca (no meio) e segure o ovo com firmeza.

Em seguida, bata-o contra a bancada, use os polegares para pressionar para dentro e separe a casca e, em seguida, despeje a gema e a clara na tigela.

3 – Há uma razão pela qual perdemos nossas chaves com frequência

Se você geralmente não consegue encontrar suas chaves, significa que você não está trabalhando sua memória quando chega em casa. É por isso que você não consegue se lembrar aonde você as colocou e acaba fazendo uma bagunça na casa tentando encontrá-las (além de se estressar bastante).

Há apenas uma maneira de lidar com esse problema: tenha um ambiente específico para suas chaves e assim que chegar em casa, crie o hábito de sempre colocar nesse mesmo lugar.

2 – Por que os cadarços se desamarram?

Os cadarços de tênis – principalmente de crianças – desamarram com facilidade porque o andar delas difere dos adultos: elas andam batendo os pés. Quando o pé atinge o solo, o calcanhar sobe e desata o nó. Esse andar mais pesado acaba desamarrando os cadarços mais rapidamente do que um andar mais suave.

1 – Por que bater o dedo mindinho do pé em algum lugar dói tanto?

Dedos do pé contêm muitos receptores nervosos e não muito tecido para proteger esses receptores. Como resultado, acabamos atingindo nossos ossos, vasos sanguíneos e nervos. É por isso que é tão doloroso quando batemos o dedo mindinho do pé (que por sinal é o menor dos dedos do pé).

E você, sabia dessas curiosidades?

[Bright Side]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.